Make your own free website on Tripod.com
Visão
Home
Humor
Fotos
Pastores
Endereços
Links
Eventos
Sermões
Visão
Redes
Escola de líderes
Células
Intercessão
Estudos e Mensagens
Downloads

VISÃO CELULAR

 

Vários pesquisadores tem tentando buscar respostas que venham  a levar as denominações a ganharem almas, conserva-las no meio da Igreja, e bem mais que isso  conduzi-las ao crescimento na vida cristã. Entretanto a maioria  consegue dar maior enfâse ao evangelismo domingueiro e infelizmente, na maioria das vezes um percentual de menos de cinquenta (50%) por cento permanece nas igrejas. "As pessoas entram pela porta da frente e saem pela dos fundos. Para cumprir o Ide de Jesus  deve haver uma grande  mudança  a começar pela conscientização dos discípulos, nas extratégias para a evangelização e consequentemente na conservação dos frutos. Temos conseguido isso com a Visão Celular, então gostaríamos que você entendesse como ela funciona.

 

O que é uma Igreja em Células?

 É uma comunidade de cristãos baseada em pequenos grupos, que se reúnem regularmente nas casas, locais de trabalho, escolas e outros lugares apropriados, com o objetivo de promover evangelismo, pastoreamento, comunhão, oração e ensino da Palavra de Deus.

 

Quais as vantagens de uma Igreja Celular?

 O modelo de Igreja em Células é a grande revolução eclesiástica desse novo milênio. Só isso já seria motivo para abraçarmos esta visão. Entretanto, ela apresenta muitos argumentos a seu favor:

  • As células facilitam o relacionamento íntimo  e o desenvolvimento de alianças de companheirismo.

  • As células permitem e promovem um crescimento ilimitado da igreja, uma vez que ela não fica restrita às dimensões de um templo.

  • As células fomentam a formação prática de novos líderes.

  • As células fornecem o ambiente propício para que cada crente exercite seus dons e talentos, permitindo a participação de todos.

  • As células alcançam com mais facilidade os perdidos, porque vão aonde eles estão sem o formalismo comum nos templos.

  • As células permitem o acompanhamento pessoal de qualidade, já que todo crente tem um líder próximo de si.

  • As células são a maneira mais eficiente de implantação de novas igrejas.

Através do discipulado o ensino passa por todos os membros da igreja, favorecendo a unidade na fé e na visão.

 

Como surgiu a Igreja em Células no Modelo dos Doze?

A explosão do movimento celular em nosso século aconteceu na Igreja do Evangelho Pleno  com a experiência de David (Paul)  Young Cho, na Coréia, que implantou em 1964 grupos familiares em sua igreja que então contava com 2.400 membros chegando a ultrapassar a marca de um milhão de membros. Fazendo com que o número de evangélicos na Coreia chegasse a 40% e em Seul a 50%. A partir daí, inúmeras igrejas ao redor do mundo têm adotado esta estratégia.

A  Missão Carismática Internacional (MCI), com Séde em de Bogotá, capital da Colômbia.,sob a liderança do casal César e Cláudia Castellanos, nasceu em 1984 com oito pessoas na sala de sua casa. A princípio, adotando o modelo coreano, Castellanos experimentou um sucesso limitado, até que Deus lhe deu a estratégia dos grupos de doze. Os detalhes desta experiência estão narrados no livro “Sonha e Ganharás o Mundo”. A congregação de Castellanos contava com setenta células, quando Deus lhe deu o modelo dos doze, em 1991. De lá para cá esse número se multiplicou e hoje a MCI conta com mais   de 25.000 células .

 

 

VISÃO DA IGREJA EM CÉLULAS NO GOVERNO  DOS 12 :

Transformar todo crente em um líder, no prazo mais curto possível, para ganhar nossa nação para Jesus.

“Todo lar uma igreja, todo crente um sacerdote”

 

Quais os pilares desta visão?

Este modelo se baseia em quatro pilares fundamentais: GANHAR, CONSOLIDAR, DISCIPULAR e ENVIAR. Uma maneira didática de ilustrar isso é a Escada do Êxito ou Escada do Sucesso, na qual cada degrau representa uma verdade e para cada verdade existem ferramentas específicas.

 

  

 

GANHAR                                        

  • Células                         

  • Evangelismo Pessoal

  • Eventos de Colheita

  • Cultos de Celebração

  • Redes

 

CONSOLIDAR

  • Fonovisita

  • Visitas de Consolidação

  • Pré-Encontro

  • Encontro

  • Pós - Encontro

 

DISCIPULAR

  • Escola de Líderes

  • Grupo de Doze

 

ENVIAR

  • Formar sua Célula

  • Formar seu Grupo de Doze

  • Ministério de Tempo Parcial

  • Ministério Pleno

  • MIssões

 

  • ESTRATÉGIAS DA VISÃO

    Consolidação: o contato na primeira semana da decisão.

    Encontro: 2 meses que valem por um ano

    Escola de líderes: 1 ano de treinamento intensivo, visando preparar para a liderança de células

    Células: a espinha dorsal da igreja. Todo membro da igreja deve ser membro de uma célula. Células tem ênfase evangelística e são compostas por um mínimo de 3 e um máximo de 12 pessoas. O alvo de toda célula é multiplicar-se

    Discipulado: o modelo dos 12. Uma estratégia eficiente de pastoreio de multidões.

     

    GANHAR

    A salvação das Almas é o desejo ardente do coração de Deus por isso para ganhar é necessário haver uma combinação do tempo de Deus com a unção do Espirito Santo.

    Ganhar é

    • Processo onde anunciamos o evangelho a toda criatura, porém devemos cuidar para que estes possam dar frutos dignos de arrependimento

    • Um privilégio que Deus confiou aqueles que foram remidos pelo sangue de Jesus. “Os que ensinam a justiça a multidão, resplandecerão como as estrelas, sempre e eternamente” (Daniel 12:30)

    • Uma demonstração de amor. “ Sabei que aquele que converter o pecador do seu caminho errado salvará da morte a alma dele e cobrirá uma multidão de pecados” (Tiago 5:20)

    Para se comunicar o evangelho é necessário um exercito, o qual deve ser formado por homens e mulheres que tenham sido redimidos e transformados pelo sangue de Jesus e cuja paixão seja ganhar almas.

    “O que ganha almas é sábio” (Prov. 11:30)

     

    RAZÕES PORQUE DEVEMOS GANHAR OUTROS PARA JESUS

    • Porque elas valem muito para Deus. O valor de uma alma é incalculável.

              “Que aproveita o homem se ganhar todo o mundo e perder sua alma” (Mc 8:36)

    • Jesus pagou um alto preço por eles. (I Pe.1:18-19)

    • A fé em Jesus é único  meio para se experimentar a salvação.

    • A fé vem pelo ouvir e ouvir a Palavra de Deus. Somos usados para comunicar a Palavra que gera fé.

     

    O QUE FAZER PARA SER UM GANHADOR DE ALMAS

    Quando entendermos a seriedade do nosso chamado não descansaremos até que possamos cumprir o propósito de Deus na terra.

    1. Ser uma pessoa redimida  (reconhecer seus pecados, confessar, renunciar a eles e pedir sua graça restauradora para sua vida)

    2. Ter compaixão pelos perdidos

    3. Capacitar-se  biblicamente (devemos nos preparar como soldados que manejam bem a Palavra da Verdade)

    4. Ser cheio do Espirito Santo

    5. Ser de bom testemunho

    6. Deixar que a Visão entre em você.   Ao encher-nos da visão nos tornamos  reprodutores  de vida, ganhadores de alma. O clamor de Deus é: “A quem enviarei e quem irá sobre nós? “ Nossa resposta deve ser: “Eis-me aqui, envia-me a mim” (Isaias 6:8)

    A VISÃO É GANHAR ALMAS.

    Onde começa o DEGRAU GANHAR?  Na amizade.  Com ela você já deve ter uma intenção, um propósito definido para com a vida daquela pessoa que é  levá-la a Cristo. Onde termina este processo?  Com a oração de confissão.  Acabou de orar, acabou o 1o. degrau.  Vejamos agora o roteiro desse primeiro degrau.

     

    Ganhando Através das Células

    . Oração dos 3 por um mês com jejum especifico pela salvação  dessas vidas.

    Cada um componente da célula assume  o compromisso de orar por nove pessoas todos os dias.

    Contato Amistoso

    Após estes 30 dias de oração e jejum, deve-se estabelecer um contato com cada pessoa com  a finalidade de mostrar interesse pelo seu bem-estar. o vínculo de amizade.  Na semana seguinte seguirá o próximo passo.

    Contato Evangelístico

    Compartilhando João 3:16 -  Faz-se um convite para um lanche ou um passeio, caso seja oportuno. Neste encontro compartilha o que Deus tem feito em sua vida e apresenta o diagrama de João 3:16, ou as Quatro Leis Espirituais .

    Conduzir  a Jesus

    Conduzir a pessoa até ao ponto da oração de entrega a Jesus.  Não esperar que ela vá à igreja ou à célula. Ali mesmo levá-la ao ponto de fazer a oração de entrega da sua vida a Jesus.

    Convidar para as reuniões da Célula

    Agora os seus amigos deverão ser convidados a participar das reuniões da célula. (Célula Evangelística)

    Uma boa estratégia para trazer os amigos até a célula é fazer um lanche e convidar todos os amigos  pelos quais se intercedeu durante os 30 dias.

    Convidar para os Cultos de Celebração

    Falar logo do culto principal da Igreja, convidando-o a estar presente.  Mostrar a importância das celebrações de todo o corpo.

    Eventos de Colheita

    Convidar a pessoa sendo trabalhada, a participar de qualquer evento de colheita que porventura esteja sendo realizado. Estes devem ser feitos pelo menos uma vez por mês nas Redes.

     

    Ganhando Através das Reuniões da Igreja

    Apelo

    Deve-se fazer apelo em cada culto.  Após a pregação, todos inclinam a cabeça e o pregador faz uma oração de entrega,

     repetida por todos. Depois pergunta-se quem fez essa oração pela primeira vez e convida-se para vir a frente

     

    Apresentação do Plano de Redenção e Oração

    Leva-se o visitante para a sala de consolidação, o Líder dos Consolidadores pode fazer a apresentação do diagrama de João 3:16

    Faz-se  a oração de entrega

    Devemos enfatizar 4 coisas aos novos convertidos: “Preciso de Deus ",  “Sou pecador” ,  “Preciso de perdão”  ,  “Recebo a Jesus”

     Verificação da Entrega 

    • Preencha o cartão de decisão.

    • Ore pelo decidido, incluindo suas necessidades

     

    CONSOLIDAR

    A Pra. Claudia Fajardo define consolidação como sendo “o cuidado e a atenção que devemos dispensar ao novo crente para reproduzir nele o caráter de Cristo, de maneira que sua vida cumpra com o propósito de Deus: Dar fruto que permaneça (João 15:16).”

    “Princípio de Consolidação – Levar o novo crente a aprender a viver, não por emoção, mas por convicção, para que não desfaleça e retroceda.  Visa formar o caráter de Jesus nesse novo discípulo; firmá-lo na fé e lançar firmes fundamentos para o seu pleno desenvolvimento como um líder frutífero que haverá também de se reproduzir.”

     

    A Consolidação na Primeira Semana

    Frentes de Consolidação

    ¨      Na Célula - Quando a pessoa recebe Jesus  na célula o líder imediatamente começa o processo.  O líder será  o responsável pela consolidação, juntamente com sua equipe.

    ¨      Na Igreja - Quando a decisão ocorre nas celebrações da Igreja  a equipe deve estar preparada nos momentos dos apelos, indo à frente para assistir ao decidido:

    1. Orar pelo novo convertido

    2. Convite para ir a sala de consolidação  

    3. Fazer um quebra-gêlo

    4. Confirmar a salvação para a pessoa

    5. Preencha a ficha de consolidação

    6. Fonovisita

    7. Visita

     

    A FONOVISITA

     A fonovisita é uma "visita" telefônica própria do ganhador de almas que deve acontecer em no máximo 24 horas. Por isso deve ser feita com eficácia e enfocada sempre em benefício do novo convertido.

    Caso a pessoa não tenha um contato telefonico deverá ser enviado uma correspondência que chegue rápido  (fax, teleframa, carta). Esta vida que custou o sangue de Cristo está agora em suas mãos.

    Propósito da Fonovisita

    1) Reconfirmar que estamos levando a sério a decisão do novo convertido ao lado de Cristo;

    2) Mostrar que estamos com um interesse genuíno pela pessoa e por suas necessidades;

    3) Ganhar a confiança do novo convertido;

    4) Deixar marcada uma visita.

     

     Visita - O Consolidador designado ao novo discípulo acompanha o líder de célula ou encarregado da primeira visita.  Será o primeiro contato provável, onde irá marca uma nova visita devendo encontrar-se com ele uma vez por semana, de oito a dez semanas, para juntos fazerem estudos com temas que sua igreja indicará ).

    -         para faze-lo voltar-se à coisas espirituais (joão 4)

    -         Peça Deus uma palavra

    O novo convertido deverá ser   encaminhado a célula  do seu consolidador.

    Pré - Encontro

            O novo discípulo é encaminhado à classe do Pré Encontro, onde será preparado para o Encontro de três dias.  Nenhuma pessoa que deixou de passar por esta fase pode participar do Encontro.

    Objetivo: Levar o novo crente a passar por alguns elementos básicos da vida cristã com vistas à certeza da sua salvação, os benefícios da Cruz e o poder libertador de Deus, preparando-o, assim, para o que irá ocorrer no encontro de três dias.  Seguem algumas sugestões de palestras.  Há muitas formas de se apresentar as mesmas verdades.

     

     Encontro

    O que é o Encontro?

    Transcrevo o que diz Pr. César Castellanos:   É a primeira experiência de confrontação cara a cara com Deus, consigo mesmo e com as demais pessoas, que o motivará a refletir no seu viver diário e a projetar-se com paz e segurança em Jesus Cristo para o futuro.

    O encontro é uma experiência genuína com Jesus Cristo, com a Pessoa do Espírito Santo e com as Sagradas Escrituras, no qual, mediante conferências, seminários, vídeos e auto-exame se leva o novo convertido ao arrependimento, libertação de ataduras e cura interior.  O propósito é dar orientação clara, à luz das Sagradas Escrituras, ao recém convertido, sobre seu passado, presente e futuro com Jesus Cristo, mediante ministrações a nível pessoal e de grupo... Desta maneira, o novo crente é preparado para desenvolver uma relação íntima com o Senhor, facilitando-lhe o aprendizado da oração, leitura da Palavra e o conhecimento da visão...”


     

    O Encontro tem uma tríplice faceta:

    Primeira, é um encontro com Deus, onde a pessoa descobre sua real situação em relação ao seu Criador;

    Segunda, um encontro consigo mesmo, porque depara-se com a realidade da distância entre o plano original de Deus e sua experiência;

    Terceira, um encontro com seus irmãos, pois o homem vai demonstrar o quanto ele tem de Deus, nos relacionamentos com seus irmãos.

     

    Pós - Encontro

    Objetivo :

    Ensinar o novo  discípulo a lidar com os contra- ataques do inimigo , como relacionar-se com o mundo, os amigos, como vencer as tentações, problemas com a carne, o pecado, o mundo e o diabo .

    Só podem participar os que fizeram o encontro.

     

     

    ENSINAR

    Ensina-se através da Escola de Líderes e da participação nos Grupos de  G12. Neste degrau após ter passado pela Escola de Líderes e pelo Reencontro (um  Encontro exclusivamente para quem já está cursando o segundo módulo da Escola de Líderes), você estará apto a iniciar uma célula de multiplicação, ser integrante de um G12 e formar seus 144.

     

    ESCOLA DE LÍDERES

    A Escola de Líderes é para quem já passou pelo Encontro ou está prestes a terminar o Pós-Encontro.

    Seu objetivo é preparar líderes de células eficientes, com a habilidade de ganhar vidas para Cristo e discipulá-las. É um programa de ensino simples, voltado para questões práticas, mas a autoformação é grandemente estimulada. Excelência em tudo é a palavra de ordem. Porém o treinamento é feito não apenas na sala de aula, mas também na célula. Ali é o lugar de sua formação como líder.

    A Escola de Líderes está dividida em três níveis. O nível I é para formar o crente. O nível II é para formar a célula. O nível III é para formar o líder. A duração do curso é de 9 meses, três trimestres.

    As aulas são ministradas uma vez por semana.

     

    GRUPO DE G12

    Um grupo de doze é um grupo homogêneo de líderes, formado por doze discípulos sob a cobertura de um discipulador, bnaseado na liderança de Jesus. Trata-se da estrutura que dá qualidade e unidade à igreja nesta visão. Absolutamente todos os líderes de célula fazem parte de um grupo de doze e, portanto, estão sob a autoridade e o discipulado direto de alguém.

    O grupo de doze, portanto, é um grupo de discipulado.

    Um líder estará investindo sua vida em doze outros líderes, que serão a extensão do seu ministério assim como fez Jesus. A palavra-chave no G-12  é “relacionamento”. O líder tem que andar junto com seus discípulos, de tal maneira que os conheça profundamente e os influencie com sua vida, experiência e testemunho.

    O principio do G-12 é frutificar por isso as pessoas que dele participam tem que ter assumido o compromisso de dedicar-se à visão e ganhar vidas. Quem não quiser pagar o preço do ministério, ficará em sua célula apenas sendo apascentado, sem assumir maiores responsabilidades.

     

    Quais as diferenças entre uma Célula e um Grupo de Doze?

    A célula é aberta e dinâmica.. Já o grupo de doze é fechado, restrito apenas aos seus doze membros .

    O papel básico da Célula é evangelizar, ganhar vidas. No G-12 a ênfase é discipulado, ou seja, formar vidas. Ali se trabalha profundamente o caráter e o ministério dos discípulos. Formar um líder  requer paciência e tempo. Uma célula pode ser formada da noite para o dia, mas um G-12 custará meses, talvez até anos de trabalho.

     

    Qual o papel do líder do Grupo de Doze?

    Ele é um multiplicador, um formador de visão, um líder de líderes. Através de seu ministério, milhares de pessoas estarão sendo alcançadas.Por isso, deve ser um modelo na santidade, no zelo, no amor pelos perdidos, no quebrantamento, na submissão. Sua vida precisa ser um “outdoor” da visão.

     

     

    ENVIAR

    Envia-se as vidas quando já estejam preparadas para dirigirem suas próprias células de multiplicação ou quando forem designadas para implantar a visão em outros territórios da nação.
    Neste  degrau você deverá:

    • Montar sua própria equipe de encontro

    • Ter sua própria Escola de Líderes

    • Ministério de tempo integral
      ministério de tempo pleno

    • Missões

    • Conquistar cidades

    • Conquistar nações

     

     

    Princípios Utilizados por Jesus Com Seus Doze


    1. Ele fez Seguidores;
    2. Seguiu a Liderança do Pai na escolha dos Doze;
    3.Selecionou Doze dentre a Multidão;
    4. Fez um convite Pessoal aos Doze;
    5. Apresentou-lhes a Exigência do Discipulado;
    6. Trabalhou Com uma Meta Estabelecida;
    7. Ele Treinou os Doze;
    8. Delegou Responsabilidades;
    9. Deu-lhes instruções claras e objetivas sobre o que fazer;
    10. Ele os supervisionou;
    11. Fez Correções nas áreas que mostravam necessidade de ajustes;
    12. Comissionou-os a serem uma reprodução de sua vida e ministério

     


    O QUE SÃO CÉLULAS
    • São os pequenos grupos se reunindo, nos lares principalmente ou em outros lugares pré-determinados, onde o líder é o que serve coordenando  os trabalhos e  que contam com a participação de todos

    • É um grupo de encontro em comunhão (koinonia) onde podemos abrir os nossos corações para ajudarmos e recebermos ajuda, onde todos devem se conhecer e se amar

    • E um grupo de exaltação  a Deus  pois  fomos criados para exaltar e adorar-LO

    • É um grupo de edificação que estuda a palavra de Deus através de reflexões semanais.

    • É um grupo de evangelismo. Todos se esforçam para levar outras pessoas para ouvirem a mensagem de libertação e salvação em Jesus Cristo.

    • É o cumprimento da "Grande Comissão".

     

    Temos que entender que  ao abrir a porta de  nossa casa , equivale  a levar a arca de Deus, a presença  de Deus ao seu lugar, procurando  desde ali irradiar  a luz do evangelho  a toda uma comunidade. Ao seres fiel no pouco (uma célula) o será se irá encarregar  de colocar-te sobre o muito.

    O êxito da igreja está nas células porque favorece  a formação e a capacitação dos discipulos que se encarregarão de difundir a mensagem em todo o mundo.

     

    Qual a estrutura de liderança de uma Célula?

    Líder  - é o responsável pela direção da célula e pastoreamento direto de seus membros. Ele necessariamente tem que fazer parte de um grupo de doze e estar debaixo da liderança de alguém

    Auxíliar (Timotéo) - é um líder em treinamento, alguém que tem correspondido em interesse e aliança e pode assumir responsabilidades secundárias, inclusive ajudando na direção das reuniões.

    Anfitrião -é a pessoa que abre sua casa ou disponibiliza o local para as reuniões da célula.

     

    O que são as Redes?

    Uma Igreja em Células no Modelo dos Doze é organizada em redes .Os líderes de redes serão pastores ou discípulos de preferência  casais membros dos 12 dos pastores titulares. Seu trabalho será desenvolver estratégias gerais, estabelecer metas, organizar Encontros, Escolas de Líderes e outras programações dentro dos interesses da rede, além de comandar as reuniões gerais e os grandes eventos.

    Objetivos:

    • Operacionalizar a visão da igreja na esfera de atuação da Rede

    • Trabalhar sob a liderança maior e supervisão do pastor principal.

    • Aplicar toda a visão da igreja a seu grupo homogêneo

    • Treinar seus lideres ,

    • Coordenar todo o trabalho das células e grupos de 12 dentro da Rede, estabelecendo metas de crescimento

    • Organizar e dirigir os encontros da rede

    • Promover uma reunião semanal de toda a Rede.

    • Estabelecer o programa de jejum e oração da Rede

    • Assegurar de que toda a vida da Rede gere frutos em forma de discípulos que manifestam o caráter de Cristo, se reproduzam e se desenvolvam em todas as áreas da vida cristã.

     

    REDES MINISTERIAIS:

     

    Redes de Grupos Homogeneas:

    Homens

    Mulheres

    Jovens

    Redes de Grupos Heterogeneos:

    Crianças

     

     REDES DE APOIO

    São ministérios criados para fortalecer a igreja em célula e são ligados ao G12 .

    • Administração

    • Ação Social   

    • Intercessão e Guerra Espiritual.

    • Comunicação

    • Levitas

    • Missões e Evangelismo

    • Consolidação

     

    (podem variar de acordo com a necessidade da Igreja)

     

     

     

    O PERFIL DA IGREJA CELULAR NO GOVERNO DOS 12

    • É uma Igreja apaixonada pelas almas. Sua visão é cumprir o ide de Jesus (Mt  28:18-20)

    • É  uma Igreja de Unção específica

    • É  uma Igreja de Multiplicação e de multidões.

    • É uma Igreja de estratégia – conservação dos frutos. O modelo dos 12 é a estratégia de Deus para ganhar almas e   conservar os frutos.

    • Uma Igreja que anda na dimensão da fé, no sobrenatural de Deus, não olha para as circunstâncias.

    • É uma Igreja de compromissos e propósitos . O  que  faz a diferença.

    • É uma Igreja derramada em amor.

    • É uma Igreja que pastoreia com eficiência. O pastoreio é personalizado.

    • É  uma Igreja que sabe  desenvolver  o potencial  espiritual de cada membro do corpo de Cristo.

    • É  uma Igreja  formadora de líderes – cada crente um líder ; cada líder um discípulo ;  cada discípulo um ministro; cada ministro um sacerdote. E este é o processo que guia a Visão – líderes com cultura do Reino, que possam influenciar a outros – uma Igreja tão  forte quanto a liderança que tem.

    • É uma Igreja que trabalha em equipe (em unidade, não há divisão) . 

    • É uma Igreja que produz um triplo crescimento: quantitativo, qualitativo e organizativo.

    • É uma Igreja que dignifica e valoriza o ministério –  os ministérios são ocupados por pessoas que  produzem  frutos.

    • É uma Igreja de impacto – para a comunidade local, cidade  e  nação.

    • É uma Igreja que sabe fazer batalha espiritual. Que sabe enfrentar o valente da cidade e não tem medo.

     

  • EM CASO DE DÚVIDAS E SUGESTÕES MANDE UM E-MAIL studio537@ig.com.br